Sinopse: Honoria Smythe-Smith sabe que, para ser uma violinista ruim, ainda precisa melhorar muito…

Mesmo assim, nunca deixaria de se apresentar no concerto anual das Smythe-Smiths. Ela adora ensaiar com as três primas para manter essa tradição que já dura quase duas décadas entre as jovens solteiras da família. Além disso, de nada adiantaria se lamentar, então Honoria coloca um sorriso no rosto e se exibe no recital mais desafinado da Inglaterra, na esperança de que algum belo cavalheiro na plateia esteja em busca de uma esposa, não de uma musicista.

Marcus Holroyd foi encarregado de uma missão…

Porém não se sente tão confortável com a tarefa. Ao deixar o país, seu melhor amigo, Daniel, o fez prometer que vigiaria sua irmã Honoria, impedindo que a moça se casasse com pretendentes inadequados. O problema é que ninguém lhe parece bom o bastante para ela. Aos olhos de Marcus, um marido para Honoria precisaria conhecê-la bem (de preferência, desde a infância, como ele), saber do que ela gosta (doces de todo tipo) e o que a aflige (como a tristeza pelo exílio de Daniel, que ele também sente). Será que o homem ideal para Honoria é justamente o que sempre esteve ao seu lado afastando todo e qualquer pretendente?

Com seu estilo inteligente e divertido, Julia Quinn enfim apresenta ao público o Quarteto Smythe-Smith, o terrivelmente famoso e adoravelmente desafinado grupo musical que conquistou os leitores antes mesmo que as cortinas se abrissem para ele. Primeiro Capítulo.

Ficha Técnica

Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMTitulo Nacional: Simplesmente o Paraíso – Skoob

Titulo Original: Just Like Heaven – Goodreads

Autora: Julia Quinn

Tradução: Ana Rodrigues

Editora: Arqueiro

Ano: 2017

ISBN: 978-85-8041-662-6

Série: Quarteto Smythe-Smith | Volume: 01

Número de páginas: 266

Sobre a Autora

Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons.

É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o Romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico.

Opinião da Nathy

A série os Bridgertons foi uma das melhores que já acompanhei. No quesito histórico a Julia Quinn sabe escrever como ninguém. Então quando soube do lançamento de novos livros dela fiquei toda empolgada. Ainda mais com o fato de que era com as Smythe-Smith. O quarteto que sempre tocava nas festas e as pessoas queriam fugir. Na verdade, era uma vez no ano. Mas, pelo que era falado já era mais do que o suficiente. Então acompanhar a histórias delas seria algo maravilhoso. E realmente foi. Pelo menos esse primeiro livro foi muito bom. Fiquei toda empolgada com esse quarteto e já querendo os próximos livros.

Simplesmente o Paraíso relata a história de Honoria Smythe-Smith e Marcus Holroyd. Ela está desesperada para encontrar um marido. Até o final da temporada espera já estar casada. Não quer mais ter que passar a humilhação de tocar no quarteto. Mais do que isso não quer passar da idade. As pessoas já estão comentando sobre ela. Muito mais do que seu modo de tocar. Ele é o melhor amigo do irmão dela. Depois de uma promessa passa a cuidar dela com afinco. Não deixando que nenhuma pessoa se aproxime dela. Apenas aqueles que pensa ser bom. Mas, na sua visão ninguém é bom para Honoria. Não que tenha algum sentimento pela a moça. Mas, acredita que merece coisa melhor. Um amor que nasce aos poucos no coração dos dois. De um modo único.

A narrativa é em terceira pessoa. Com o foco mudando entre os dois personagens principais. Eu adoro o modo de escrita da Julia. Mesmo querendo que as cenas mais românticas aconteçam logo. Entendo que tudo tem que ser construído em seu tempo. E a Julia Quinn consegue fazer isso muito bem. Tem um modo simples e dinâmico de escrever. Acaba envolvendo por completo o leitor. Pelo menos isso sempre acontece comigo.

Marcus Holyroyd estava sempre sozinho.

A Honoria é simplesmente uma personagem hilária. A sua busca por um marido deixou tudo mais divertido. Até mesmo quando colocou o pé em um buraco. Tudo para chamar a atenção do homem certo. Seu desespero era até que divertido. Não querendo tocar junto com o quarteto. Mas, logo se conformando com seu destino. Fora isso tinha uma personalidade muito decidida. Não importava o que as pessoas iriam pensar dela. Se achava que estava fazendo o correto não se importava com mais nada. Queria ver as pessoas ao seu redor felizes e contentes. O mais impressionante de tudo foi quando perdeu a sua paciência. Não conseguia vê-la levantando a voz para ninguém. Mas, quando isso ocorreu foi demais. A Julia Quinn na maioria das vezes acerta em suas mocinhas.

O Marcus também não é aquele mocinho típico. Que sabe todas as coisas e nem deixa a mocinha respirar. Tudo porque não quer assumir seus sentimentos. Ele é o oposto e por isso tão perfeito para a Honoria. Não nega seus sentimentos. Pelo contrário acaba se entregando a cada um deles. Um homem determinado. Mas, muito carinhoso e tímido. Isso foi o que mais gostei nele. A sua timidez. Porque não sabia em muitos momentos como agir. Como fugir de certas mães. No entanto, com Honoria podia ser ele mesmo sem problemas.

O romance deles é tão bem trabalhado. Não acontece da noite para o dia. Vão se apaixonando aos poucos. Tudo no seu devido tempo. Ver o Marcus tentando conquistar a Honoria foi uma das coisas mais fofas e engraçadas que já vi. Não sabia como poderia mostrar que a estava cortejando. Tem cenas de beijos entre os dois. E nossa deu até aquela friagem na barriga. Os dois incríveis e perfeitos juntos.

Ele a amava. Ele a queria. Ele precisava dela.

O que dizer do quarteto mais engraçado de todos. Não somente a Honoria está desesperada. As demais meninas também. Porque tem noção do quanto tocam ruim. Mas, ainda assim querem manter a tradição da família. A Iris foi a mais estressada de todas. Porém, eu acho que foi justa. Se ela não tinha como escapar as outras também não poderiam. Somente se fosse para casar. Por qualquer outro motivo parecia que estava abandonando a família. Quero ver as demais atrapalhadas que irão aprontar nos demais livros.

Quem aparece também para tornar o livro mais divertido é a Lady Danbury. A melhor personagem já escrita pela a Julia Quinn. Ela é sensacional. Consegue juntar os casais em suas tramas. Ainda faz o que acha ser certo. Não gosta de magoar as pessoas. Uma mulher muito bondosa. Mas, que fala o que pensa. Tudo para poder ajudar as pessoas ao seu redor. Agora imagina o que não faria pelo seu sobrinho Marcus. A Honoria passou bons momentos em suas mãos.

Ela é uma ameaça.

Obviamente eu recomendo os livros da Julia Quinn. Para todo o tipo de público. Mais ainda para quem gosta de romance histórico. Não é necessário ler a outra série para entender. No entanto, é muito mais legal desse jeito. Depois de conhecer todos os Bridgertons fica ainda mais interessante.

Quote Favorito

Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Capa e Diagramação

Eu gostei muito da capa. De certa forma seguiu o padrão da outra série. Com a moça na parte inferior. De um modo bem vulnerável e romântico. O nome do livro e da autora com destaque no meio. Assim como o nome da série e seu volume. Todas as cores combinando de um modo simples. Não precisando ter muitas coisas para deixar a capa maravilhosa.

Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

A diagramação é simples. Somente porque havia elogiado antes nesse livro os capítulos iniciam na mesma página. Eu não sou fã desse jeito. Mas, ainda assim tudo ficou bonito. Tem uma arte quando ocorre mudanças de cenas. Não tive problemas com a tradução/digitação.

Datas de Lançamento

  • Simplesmente o Paraíso – Quarteto Smythe-Smith #01 – Lançado em 2017
  • Uma Noite Como Esta – Quarteto Smythe-Smith #02 – Lançado em 2017
  • A Soma de Todos os Beijos – Quarteto Smythe-Smith #03 – Lançado em 2017
  • Os Mistérios de Sir Richard -Quarteto Smythe-Smith #04 – Lançado em 2017

Nota da Nathy

Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSimplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSimplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSimplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COMSimplesmente o Paraíso - Julia Quinn - #Resenha | OBLOGDAMARI.COM

Onde Comprar

  • Simplesmente o Paraíso: Amazon | Submarino | Saraiva | Americanas | Cultura | Fnac | Ponto Frio | Extra | Martins Fontes
  • Uma Noite Como Esta: Amazon | Submarino | Saraiva | Americanas | Cultura | Fnac| Ponto Frio | Extra | Martins Fontes
  • A Soma de Todos os Beijos: Amazon | Submarino | Saraiva | Americanas | Cultura | Fnac | Ponto Frio | Extra | Martins Fontes
  • Os Mistérios de Sir Richard: Amazon | Submarino | Saraiva | Americanas | Cultura | Fnac | Ponto Frio | Extra | Martins Fontes
  • Simplesmente o Paraíso (E-book): Amazon | Cultura | Itunes | Saraiva
  • Uma Noite Como Esta (E-book): Amazon | Cultura | Itunes | Saraiva
  • A Soma de Todos os Beijos (E-book): Amazon | Cultura | Itunes | Saraiva
  • Os Mistérios de Sir Richard (E-book): Amazon | Cultura | Itunes | Saraiva
O livro é uma cortesia da Editora Arqueiro. A resenha realizada aponta os pontos positivos eou negativos de forma sincera, encontrados pela autora do post durante a leitura do livro. A opinião da autora é pessoal e independente da editora.